.

A indústria do alarmismo



Ignorar a probabilidade de uma crise macroeconômica que o afete não é sensato, mas se deixar levar pela propaganda fatalista é muito pior

Quem possui o hábito de absorver aquilo que escuta sem espírito crítico e ainda
Crise Econômica
Crise Econômica
tem preguiça de ler qualquer coisa com mais de três parágrafos já foi cooptado pela indústria do alarmismo há algum tempo, adora propagar notícias apocalípticas e diz para si mesmo todos os dias: “Esqueça 2015, o negócio agora é salvar 2016”.

Ignorar a probabilidade de uma grave crise econômica pela simples decisão de fechar os olhos para tudo o que é noticiado não é uma medida sensata, mas se deixar levar pela propaganda fatalista que se ouve por aí é muito pior. Como disse um amigo empresário dias atrás, o “efeito manada” está dando o ar da graça como nunca neste momento.

Até me faz lembrar aquela velha historinha do Seu Zé que vendia um delicioso cachorro-quente e primava por oferecer o melhor aos seus clientes até que seu filho economista começou a alertá-lo sobre uma grande crise que o país passaria e as imensas dificuldades que pequenos comerciantes como ele teriam de enfrentar.

Depois de ouvi-lo pregar por diversas vezes os tempos vindouros difíceis, o pequeno empresário resolveu diminuir seus custos passando a comprar um pão de qualidade inferior, molhos prontos em grande quantidade – que renderiam mais – e as salsichas de um outro fornecedor que cobrava bem barato. Com o tempo, a freguesia da barraquinha do Seu Zé foi diminuindo, os clientes que marcavam presença toda semana já não apareciam mais e realmente as coisas foram se complicando financeiramente. No final daquele ano Seu Zé concluiu que seu filho tinha razão: a crise havia chegado.

É natural que fiquemos preocupados com as notícias que reforçam a possibilidade de uma grave recessão macroeconômica e cautelosos – o que é saudável até certo ponto –, mas você acha sinceramente que os clientes “desaparecidos” do Seu Zé pararam de comer cachorro-quente? Eles foram para a concorrência.

O ano será difícil para quem ainda não entendeu que no mundo dos negócios a única certeza é a incerteza e as empresas lentas são atropeladas pelo rolo compressor das mudanças. Quem sabe se reinventar com rapidez, não fica adiando as decisões que precisam ser tomadas e adora desafios não tem o que temer.

Outra coisa importante é lembrar que anos de aperto são ótimos para se fazer tudo aquilo que você já reconhece que deve ser transformado em seu negócio e não tinha energia para empreender durante os tempos de bonança. Ou seja, o incômodo atual tem tudo para exigir mudanças que provocarão uma nova espiral de crescimento.

Uma boa parcela do empresariado brasileiro aceita notícias ruins como verdade absoluta. Tem apreço pela tragédia e ignora a capacidade que o ser humano tem de fazer com que suas crenças se tornem realidade – tanto as positivas quanto as que não são. Aquilo que o sociólogo norte-americano Robert Merton descreveu cientificamente como Profecia Auto-realizadora e que no contexto atual a sabedoria popular chamaria de “se você só pensa em desgraça, ela vai bater em sua porta”.

Agora é que grandes líderes demonstram o real valor que têm. São inspiradores, apresentam caminhos alternativos de atuação e põem a mão na massa. E também é agora que assistimos líderes equivocados transmitirem um semblante de quem não tem a mínima ideia do que fazer ou, ainda pior, amedrontam as pessoas que trabalham ao seu lado.

Como cidadãos, não vamos esquecer que o pessimismo generalizado sempre satisfaz os interesses de alguém e ajuda a criar uma multidão facilmente manipulável – que aceita qualquer coisa em troca de cuidado. Joseph Goebbels, grande arquiteto da propaganda nazista e braço-direito de Hitler, já sabia e proclamava décadas atrás: “A propaganda deve limitar-se a um número pequeno de ideias e repeti-las incansavelmente, apresentando-as de diferentes perspectivas; mas sempre convergindo sobre o mesmo conceito. Uma mentira dita mil vezes torna-se uma verdade”.

Olhos abertos e ótimos negócios pra você!​

Wellington Moreira 
wellington@caputconsultoria.com.br

Outros artigos por Wellington Moreira:

Vagas de TI na Basis Tecnologialogo Basis


Empresa Basis Tecnologia tem 18 oportunidades para Brasília 



Sobre a empresa

A Basis Tecnologia da Informação S.A. é uma sociedade anônima, 100%
Empresa Basis tecnologia
logo Basis
brasileira, de capital fechado, com presença nas cidades de São Paulo/SP, Brasília/DF e Belo Horizonte/MG.

Fundada em 2010, a Basis atua no mercado de TI com foco em desenvolvimento de soluções personalizadas. A Basis é especializada na prestação de serviços de fábrica de software, tecnologias de ECM - Enterprise Content Management, consultoria, BPM - Business Processes Management, soluções analíticas e outsourcing.

Sobre as vagas

Existem Vagas para as Funções a seguir:

Arquiteto Java  
Analista de Requisitos Pleno  
Programador PHP  
Gerente de Projetos  
Programador ASP/ NET  
Administrador de Banco de Dados  
Programador Java Pleno  
Programador Delphi  
Analista de Métricas  
Analista de Requisitos Júnior  
Programador ASP/ NET

Candidatar-se

Basta acessar a página a seguir e cadastrar seu currículo: 

Apostila para Certificação CAPM


Material Completo do Curso Preparatório para a Certificação CAPM da PMI por Frederico Aranha

Capa da Apostila certificação CAPM
Material certificação CAPM
Nosso colega e colunista do Portal GSTI Frederico Aranha disponibilizou esta apostila para agregar à nossa Biblioteca Digital. 

Trata-se do Material do Curso publicado pelo autor que prepara o profisisonal a Certificação CAPM do PMI. 

A propósito, se você ainda não acessou o curso, não perca a chance de obter sua certificação com um curso inteiramente gratuito: 

Sobre a certificação CAPM

A Certificação CAPM é uma certificação do PMI mais recente do que a conhecia PMP e é direcionada para profissionais que estão iniciando na carreira, ou simplesmente ainda não têm experiência suficiente para cobrir os requisitos para se candidatar à PMP (Project Management Professional).

Sobre a Apostila 

São 454 páginas com todo o conteúdo do Curso. Indicamos para quem está fazendo o treinamento gratuito e/ou para qualquer profissional que tenha interesse no Tema de Gestão de Projetos

Apostila - Preparatório para Certificação CAPM (download aqui)

Curso Gratuito Completo de LEAN para Startups



Aprenda a Economizar Tempo e Dinheiro na sua Carreira Como Empreendedor Com a Metodologia LEAN voltada para Startups

por Frederico Aranha
Palavras que conceituam LEAN
LEAN para Startups

Olá pessoal, tudo bem? Espero que tenham gostado do Curso Preparatório para a Certificação CAPM do PMI gratuito que publiquei antes do carnaval. Além do curso para a certificação CAPM, também criei outros cursos gratuitos para compartilhar com nossa comunidade profissional aqui pelo Portal GSTI.

O curso que trago hoje é um curso rápido sobre LEAN para startups. Neste curso, você vai aprender os principais conceitos e o processo de validação de hipóteses que irá economizar tempo e dinheiro na sua carreira como empreendedor.

Podemos entender como produto final do processo LEAN o MVP, assim como todo o conhecimento que geramos a partir das iterações que nos levam a construção deste MVP. Descubra mais sobre LEAN neste curso rápido e objetivo.

O curso oferece, em slides narrados com vídeo e áudio, todos os elementos fundamentais do LEAN para startups. Com o curso, você poderá estruturar suas ideias e alcançar um MVP - produto mínimo viável - que seja vendável. O objetivo principal do curso é fazer com que você economize tempo e dinheiro por meio da aplicação de práticas básicas de LEAN.

Ao aplicar o processo LEAN você estará garantindo o sucesso da sua ideia. Ao definir um problema, um cliente, uma solução e validar esta solução no mercado você consegue antecipar muitos dos problemas que futuramente teria com este negócio - porque validou. Validação, inclusive, é a chave do LEAN.

Assista gratuitamente pelo YouTube:

Curso em 10 Vídeo Aulas - Lean para Startups 


Para acessar o curso na plataforma de ensino Udemy e gerar seu certificado de conclusão, acesse: http://www.udemy.com/curso-gratuito-lean-startup/



Caso queira conferir os slides do curso, todos estão disponíveis (inclusive com vídeos), no Slideshare: http://pt.slideshare.net/FredericoAranha/curso-lean-startup



O material em PDF, para impressão, será publicado aqui no Portal GSTI em breve! Fique ligado :)

Um grande abraço e não se esqueça de ser meu amigo no LinkedIn acessando meu perfil: br.linkedin.com/in/azevedoaranha

Frederico Aranha

Continue estudando Administração de Empresas e Startups no Portal GSTI:

Vagas de TI na BRQ


58 oportunidade para profissionais de TI Multinacional BRQ

26/02/2015

Logo da empresa BRQ
BRQ IT Services
A empresa BRQ tem 58 vagas para profissionais de TI em aberto anunciadas em seu site

Há cargos para diversas funções técnicas e gerencias, e também oportunidades para quem está buscando estágio. 

Para concorrer a uma ou mais vagas basta inserir o currículo no site da empresa, referenciando a(s) vaga(s) pretendida(s). 

Confiram mais informações a seguir e boa sorte!

Sobre a BRQ

"Fundada em 1993, a BRQ é uma das maiores empresas de TI do país. Cresce em média 30% ao ano e, em 2012, teve uma receita de R$ 435 milhões, contando com mais de 4.000 profissionais distribuídos nas filiais de São Paulo, Alphaville, Rio de Janeiro, Curitiba, Fortaleza, Recife, Salvador, Brasília, Natal e Nova Iorque." Continue lendo: Sobre a BRQ.

Sobre as vagas

A maior parte das Vagas disponíveis são para os Estados de Rio de Janeiro e São Paulo, mas é existem oportunidades também o Paraná. 

Candidate-se

Par concorrer a uma ou mais vagas, acesse o banco de oportunidades a seguir:

Requisição de Mudança e Registro de Mudança


Saiba diferenciar estes 03 conceitos para realizar uma adequada Gestão dos Serviços de TI durante a Etapa de Transição

Atributos envolvidos com a gestão de mudanças
Mudanças em Serviços de TI
Caros amigos, 
este é mais um artigo sobre conceitos básicos envolvidos com a Gestão de Serviços de TI com base na Biblioteca ITIL. 

Para quem tem interesse no tema e ainda não conhece esta e outras séries, basta conferir esta lista de Artigos que mantenho publicado no site. 

Requisição de Mudança (RDM)

Uma solicitação formal para uma mudança a ser feita. A Requisição de Mudança (RDM) inclui detalhes da mudança solicitada, e pode ser registrada em papel ou por via eletrônica.   

Uma RDM normalmente inclui atributos como: Data da Solicitação, Solicitante, Origem da Alteração, Descrição, Partes Interessadas e Efeito de Não Implementar a Mudança. 

Registro de Mudança

Um registro contendo os detalhes de uma mudança, normalmente criado e gerenciado de forma eletrônica por ferramentas automatizada (sistemas web e afins). Cada registro de mudança documenta o ciclo de vida de uma única mudança, ou seja, todas as informações do início da Mudança ao encerramento. 

Um Registro de Mudança incorpora a RDM e acrescenta informações que serão atualizadas durante a Coordenação do processo, tais como: Status, Descrição Detalhada da Avaliação, Impacto, Tipo, Categoria, Benefícios, Riscos, Prioridade, Atividades, Recomendações, entre outras. 

Comparando os Conceitos de RDM e Registro de Mudanças

RDM´s são usados ​​apenas para solicitar mudanças e não para comunicar as decisões de mudança ou para documentar os detalhes do andamento de alterações. Um registro de mudança contém tudo o que é necessário para gerenciar o ciclo de uma Mudança, incluindo informações da RDM (da mesma forma que um registro de incidentes).

A própria ITIL evolui com o passar do tempo sobre estes conceitos. Até a versão 2 da Biblioteca considerava Requisição de Mudança como um termo correspondente a um Registro de Mudança. A partir da Versão 3, adotou uma abordagem diferente: recomendando que alguns dos atributos iniciais fossem registrados na RDM, e outros em registros relacionados como Business Case (para a avaliação de Impacto em grandes mudanças) e Itens de Configuração Relacionados. Até que na Versão atual, revisada em 2011, adotou o Conceito de Registro de Mudança como um registro distinto e completo no qual são gerenciadas todas as informações da mudança. 

Continue lendo Artigos sobre Gerenciamento de Mudanças da ITIL: 
Vídeos sobre o Gerenciamento de Mudanças da ITIL:

Aumentam riscos para a Segurança Cibernética das Infraestruturas críticas do Setor Energético


Tema é debatido por líderes e especialistas do setor em conferência em São Paulo


Cybersecurity
Segurança Cibernética
Nos últimos anos, o setor de energia tem se tornado foco crítico para ataques cibernéticos, colocando-o hoje entre os cinco segmentos produtivos mais visados no mundo inteiro para este tipo de crime. E o Brasil está longe de ser imune a esta realidade: nosso investimento na realidade de ciberdefesa ainda é muito recente, nos tornando particularmente vulneráveis a ataques cibernéticos, espionagens e ameaça a importantes ativos para nossa segurança energética nacional.

Aqui, mais do que temer hackers independentes, as empresas precisam estar cada vez mais atentas ao ataque de corporações criminosas organizadas e mesmo à invasão de agências de inteligência e defesa internacionais. “O grande problema do ataque cibernético é que nunca se sabe de onde ele vai vir, qual o seu principal objetivo ou alvo e de que recursos os invasores irão dispor para isso”, diz André Laurenti Ramos, diretor executivo da Blue Ocean Business Events. A empresa organiza, de forma inédita no país, a 1ª conferência Cyber Security Brazil –  Energy | Oil & Gas. “O setor energético brasileiro, seja em se tratando de energia elétrica ou de exploração, produção e distribuição de petróleo e gás natural, precisa estar cada vez mais atento e preparado às ameaças de segurança cibernética, em especial pela relevância as atividades que estas empresas prestam para o país”, afirma.

A evolução tecnológica destes setores, cada vez mais informatizados e conectados por sistemas modernos de telecomunicação, acaba trabalhando como uma faca de dois gumes no que se refere à segurança cibernética destas instalações. “Estas inovações, que vem para ajudar e facilitar o dia a dia destas empresas, acabam por outro lado abrindo diversas portas de entrada para invasores, ciberterroristas e espiões. Isso eleva os protocolos de segurança e redundâncias necessárias destas instalações, que seguem rigorosas regras de governança em TI”, continua André. “O Cyber Security Brazil objetiva, exatamente em função disso, discutir de forma executiva o momento atual do segmento e os principais desafios para medidas de segurança cibernética deste mercado, garantindo a segurança das informações, comunicações e patrimônio das infraestruturas críticas do setor energético brasileiro”

A grande dimensão das empresas que atuam na áreatambém tem sido pauta importante para as preocupações dos líderes em Tecnologia da Informação destes empreendimentos. “Aqui, falamos de organizações com estruturas enormes, amplamente hierarquizadas e que tem muitas vezes atuação internacional. Com ações negociadas na bolsa – tanto brasileira como muitas vezes no exterior – estas empresas possuem regras muito mais restritas e exigências amplas no que se refere ao compliance de suas estruturas às melhores práticas de cibersegurança. Além de o tema ser uma demanda essencial para redução dos seus riscos no dia a dia organizacional, temos aí também uma exigência legal por investimentos e proteção de seus ativos, o que torna o Cyber Security Brazil ainda mais atual e relevante para elas”, finaliza.

Serviço

O quê?: Cyber Security Brazil – Energy | Oil & Gas – Conferência de Segurança Cibernética no Setor Energético
Onde e Quando?: 02 e 03 de Março de 2015 | Hotel Golden Tulip Paulista Plaza | São Paulo – SP

Informações e Inscrições: (11) 3266-3591 | contato@blueoceanevents.com.br