Portal GSTI
Portal GSTI

PublicarCadastre-seLogin
Menu
foto de
Juliana Basilio

Otimize a velocidade de seu site wordpress


Q uando resolvemos fazer um site/blog, o nosso maior desejo é que ele tenha um grande número de visitas.

Você sabia que o tempo que seu site/blog leva par carregar tem alta influência no número de pessoas que chegam no site site e mais ainda nas pessoas que permanecem navegando no seu site/blog, sendo assim também possui influência na taxa de rejeição do seu site?

Um exemplo de como a velocidade do seu site/blog é importante para atrair visitas para ele é que o google leva em consideração o tempo de carregamento do seu site na hora de determinar seu rankeamento.

Existem algumas técnicas que você pode usar no site/blog wordpress que contribuem para a otimização do tempo de carregamento.

Algumas delas são:

1. Utilize o cache do navegador

O cache reduz drasticamente o tempo de carregamento, pois quando o navegador for solicitado por uma informação ele busca primeiro no seu cache, caso tenha expirado o tempo determinado do cache que ele busca novamente a informação no servidor que o site está hospedado.

o cache dos navegadores são ativados por dois módulos o mod_expires e o mod_header. Para utilizá-los localize o seu arquivo .htaccess (geralmente está localizado na pasta raiz do site) e insira o seguinte código do mod_expires (pode ser em qualquer linha do arquivo):

<ifModule mod_expires.c>
ExpiresActive On
ExpiresDefault "access plus 5 seconds"
ExpiresByType image/x-icon "access plus 2592000 seconds"
ExpiresByType image/jpeg "access plus 2592000 seconds"
ExpiresByType image/png "access plus 2592000 seconds"
ExpiresByType image/gif "access plus 2592000 seconds"
ExpiresByType application/x-shockwave-flash "access plus 2592000 seconds"
ExpiresByType text/css "access plus 604800 seconds"
ExpiresByType text/javascript "access plus 216000 seconds"
ExpiresByType application/javascript "access plus 216000 seconds"
ExpiresByType application/x-javascript "access plus 216000 seconds"
ExpiresByType text/html "access plus 600 seconds"
ExpiresByType application/xhtml+xml "access plus 600 seconds"
</ifModule>

Para o mod_header, insira entes código no arquivo .htacess usando as mesmas considerações acima:

<ifModule mod_headers.c>
<filesMatch “\.(ico|jpe?g|png|gif|swf)$”>
Header set Cache-Control “public”
</filesMatch>
<filesMatch “\.(css)$”>
Header set Cache-Control “public”
</filesMatch>
<filesMatch “\.(js)$”>
Header set Cache-Control “private”
</filesMatch>
<filesMatch “\.(x?html?|php)$”>
Header set Cache-Control “private, must-revalidate”
</filesMatch>
</ifModule>

Caso você não tenha familiaridade com códigos e não se sinta seguro para trabalhar com eles pode fazer o uso de plugins próprios para o wordpress. O plugin relacionado a cache que eu recomento é o: Wp Super Cache entre no repositório de plugins do wordpress http://wordpress.org/extend/plugins/wp-super-cache/ baixe e veja como instalá-lo e configurá-lo.

2. Reduza o tamanho do banco de dados

Este passo nem sempre é consensual entre os usuários de wordpress, ficando a seu critério usar ou não.

O wordpress nativamente vem configurado para salvar revisões de seus posts e páginas, aumentando o tamanho do banco de dados e o processamento do site/blog.

Se você não utiliza com frequência essas revisões desabilite ou determine uma quantidade especifica, inserindo a seguinte diretiva no seu arquivo wp-config.php que fica no diretório raiz dos arquivos wordpress do seu site (muito cuidado ao editar este arquivo, pois é nele que fica todas as configurações necessárias para que seu wordpress funcione corretamente):

  • Desabilita função de salvamento de revisões:  define(‘WP_POST_REVISIONS’, false)
  • Determina o número de revisões, para 3, valor simbólico pode ser colocado a quantidade que melhor lhe adequar: define(‘WP_POST_REVISIONS’, false)

3. Compressão de arquivos

Para fazer compressão de arquivos você pode usar uma das três técnicas abaixo, veja a que você terá mais facilidade de implementar:

  • Utilize o módulo mod_deflate, colocando o seguinte código dentro do seu arquivo .htaccess:

<ifModule mod_deflate.c>
AddOutputFilterByType DEFLATE text/html text/plain text/xml application/xml application/xhtml+xml text/css text/javascript application/javascript application/x-javascript
</ifModule>

  • Pode comprimir pelo arquivo header.php, inserindo o seguinte código, antes da primeira linha do arquivo:

<?php
if ( substr_count( $_SERVER['HTTP_ACCEPT_ENCODING'], ‘gzip’ ) ) {
ob_start( “ob_gzhandler” );
}
else {
ob_start();
}
?>

OBS.: se você utilizar uma dessas técnicas e seu site ficar todo desconfigurado, pode ser que a template que esteja usando não suporte essas técnicas, neste caso você terá que optar por deixar como está, trocar a template ou adaptar a que está usando para que venha suportar.

4. desative as ETAGS

Etags são um mecanismo que os servidores web e os navegados utilizam para determinar se o componente que se encontra no cache do navegador corresponde ao original.

Para desabilitar esta funcionalidade, abra o seu arquivo .htaccess e coloque o seuinte código:

Header unset ETag
FileETag None

5. Organize o carregamento do javascript

Quando o seu site usa muitos plugins, temas de vários desenvolvedores, eles podem optar por rodar o javascript em qualquer parte do seu site/blog, mas para ajudar na otimização de tempo de carregamento o ideal é que todos sejam carregados no header do site/blog, você pode usar o plugin Header JS Loader (baixe veja como instalá-lo e configurá-lo através do link: http://wordpress.org/extend/plugins/headjs-loader/ ), ele organiza para que todos os javascript sejam carregados no head.

6. Habilite o keep-Alive

O cabeçalho de resposta Keep-alive HTTP melhora o desempenho do servidor web mantendo uma conexão de cliente/servidor aberta em várias solicitações para o servidor. Uma conexão aberta aprimora o desempenho quando um cliente fizer várias solicitações para conteúdo da página web, pois o servidor pode retornar rapidamente o conteúdo de cada solicitação.

A maioria dos servidores já vem com essa funcionalidade habilitada, mas se o seu não possui e não for possível habilitar devido ao fato de que a maioria dos servidores são compartilhados, você pode fazer pelo arquivo .htacces inserindo o seguinte código:

<ifModule mod_headers.c>
Header set Connection keep-alive
</ifModule>

7. Otimização das Imagens

As imagens são nossas melhores amigas e inimigas, amigas pois são atraentes e deixa o site/blog mais bonito, inimigas porque geralmente são muito pesadas deixando o carregamento pesado.
Estive a muito tempo em uma busca constante de como otimizá-las, achei vários programas que as otimizavam, porém perdiam muita qualidade. A pouco tempo encontrei um programa que otimiza e que mantêm a qualidade em até 90%, o nome do programa é Filiminimizer Pictures 3.0, pode ser baixado por este link: http://fileminimizer-pictures.softonic.com.br/. É totalmente intuitivo utilizá-lo, portanto é só baixar instalar e usar.
Estas são algumas dicas que vocês poderão utilizar para otimizar o tempo de carregamento do seu site/blog. Todas que foram possíveis eu já implementei em meu site.
Por utilizar wordpress que contém soluções de vários desenvolvedores alguns destes passos pode fazer com que seu site/blog não funcione corretamente, então teste e veja quais vão se adequar a sua realidade.

Outros artigos sobre desenvolvimentos de sites:

COMPARTILHE

Juliana Basilio
Juliana Basilio15 Seguidores 13 Publicações Outros
Seguir

Comentários