Portal GSTI
Portal GSTI

PublicarCadastre-seLogin
Menu
foto de
Fred Santoro

Fazer apps dá dinheiro mesmo?

A consultoria Developer Economics analisou a rentabilidade e os tipos de apps presentes no mercado mobile perguntando a 10 mil desenvolvedores de iOS e Android. É uma das pesquisas mais interessantes que já li sobre o tema e interessa a todos que trabalham com TI, pois não somente dá dicas, mas também bota os pés no chão de quem acha que vai ficar bilionário até o fim do ano com um produto que nem está pronto ainda.

Abaixo os dados que mais me chamaram atenção e meu comentário ao lado:

- Somente 2% dos apps faturam 100 mil dólares por mês. Achei este número espetacular. Em que profissão ou setor, isso acontece? Nem 2% dos jogadores de futebol ou políticos faturam isso.
- 50% faturam menos de 500 dólares mensais. Este valor não paga nem o aluguel médio de um apê em São Paulo, entendeu?
- As empresas que mais faturam lançaram ao menos 11 apps no mercado. Tente, tente, tente, seja persistente!
- A enorme maioria de apps que faturam algo é formada por games. Na dúvida, faça um brinquedo colorido e viciante que começa fácil e vai piorando até irritar o jogador e todos à sua volta.
- 80% dos apps não geram um centavo! Se fôr pra ocupar espaço na nuvem com um produto limitado, saiba que não vai ganhar dinheiro. Teste o conceito antes de começar a programar, o usuário é mais inteligente do que você pensa.
- A Apple Store é a mais lucrativa de tas lojas (mesmo cobrando 30% das Receitas) e 11% de seus apps geram uma Receita superior a 25 mil dólares mensais. No Google Play esse número é de 6%, um pouco mais da metade mesmo tendo mais smartphones nas ruas que a empresa da maçã mordida.
- Aplicativos para empresas estão em alta. A probabilidade de faturar mais de 5 mil dólares mensais com um app funcional corporativo é duas vezes maior do que um app feito para o consumidor final. E a chance é três vezes maior de ultrapassar a barreira dos 25 mil dólares por mês.

Outros dados que achei relevantes:

- 47% dos desenvolvedores para iOS não programam com a linguagem Objective-C

- 42% dos programadores de Android não estão usando Java.

Isso indica que o pessoal está abusando de ferramentas que ajudam a escrever apps em HTML, CSS ou em Javascript.

Alguns aspectos desta pesquisa não ficaram muito claros para mim como, por exemplo, quando foi feita, a origem exata das Receitas dos apps (downloads, publicidade, venda de vidas virtuais, comissões sobre venda de arquivos, mensalidades???) e as nacionalidades dos desenvolvedores.

Entretanto, achei muito útil essa pesquisa, se tiver acesso a outros dados como estes (de fonte confiável) me envia no fred@fredsantoro.com por favor.

Boas ideias a todos!

COMPARTILHE

Fred Santoro
Fred Santoro2 Seguidores 37 Publicações
Seguir

Comentários