Portal GSTI
Portal GSTI

PublicarCadastre-seLogin
Menu
foto de
Bruno Sousa

O seu bolo tem cereja?

Vamos fazer um bolo tecnológico? Por que utilizar a comparação com um bolo? Pelo simples fato que cada ingrediente, somado ao outro é obtido um resultado final, um produto. O que vemos em nosso dia-a-dia são muitos artigos publicado, mostrando ferramentas, técnicas, mecanismos enfim, se acompanhado o passo a passo você chega a um resultado final, você consegue seguir a “receita” e fazer seu “bolo”.

As Dúvidas...

    Seguimos toda a receita, mas será sabemos o que acontece quando cada ingrediente é somado ao outro? É justo isso que torna as pessoas tão dependentes de material de estudo já pronto, receitas já prontas, cada passo a passo, ou seja você está realizando a implementação de um determinado software, mas você conhece cada um de seus componentes? Esse passo a passo que você está seguindo é totalmente explicativo? Explica letra por letra o que cada objeto representa?

São questionamentos que nem sempre é possível obter uma resposta clara, então questiono, Por que muitas pessoas aceitam o veredicto de seguir aquelas instruções e não procurar saber o que cada palavra chega a representar? A resposta pode ser um pouco agressiva, porem realista, COMODISMO, uma pessoa acomodada não vai se preocupar o com o que está sendo feito? Esse é o problema seríssimo de muitos profissionais, não vão atrás de respostas, não se questionam, imagine um gerente financeiro, aplicar uma técnica de triplicação de lucros sem necessidade de modificações operacional da empresa, isso por que alguém fez e deu certo, mas isso é o mesmo cenário? Os requisitos são os mesmos?

Como Funciona.

    Foi presentado um ponto negativo sobre o comodismo profissional, então vamos as pesquisas, vamos atrás de fontes confiáveis. Podemos tratar tudo como uma informação, elas podem ser completas, incompletas ou também podem ser fragmentadas. E como isso pode ser útil? se você não concorda com a maneira a qual é feita em um dado processo, logicamente você vai atrás de conhecer mais e mais sobre o processo, se aprofundar em seu funcionamento. Vamos supor que um profissional em tecnologia nunca tenha atuado na área, vive seguindo os “passo a passo” encontrados em fóruns na internet, esse profissional sabe mesmo o que está fazendo? É relativo, não sabemos sua base de conhecimento, muito menos o quanto ele se aprofundou em determinado assunto. Aonde quero chegar com toda a essa explicação? É a seguinte pergunta; Você domínio sobre sua área de atuação?

O Caminho da pedras.

    Com os inúmeros artigos encontrados na internet podemos observar a grande contribuição de várias pessoas, seja na área profissional que for, você encontra artigo científicos, artigos de opinião alguns bem explicativos outros um pouco menos, mas o interessante é que você consiga compreender e saber o funcionamento de cada instrução de seu campo de atuação, cada área tem sua situações complexas, mas onde acaba entrando a questão de agir, buscar novas fontes, o caminho das pedras pode ter lugares fáceis e excelentes a se obter conteúdo rico em informação, mas também pode haver o contrário.

A Cereja.

     E então qual a cereja de seu bolo? Qual o segredo que torna seu trabalho magnifico? Dedicação? Determinação? A todo momento novas técnicas e metodologias surgem, são aprimoradas, moldadas e nem sempre é apresentado o ponto chave de seu resplendor, então vamos ao que podemos considerar a cereja de nosso bolo, nada mais nada menos que a constante assimilação de informações. Logo sou questionado mas você não poderia ter auxílio de um especialista? A resposta é clara SIM, mas não é em todas as situações que você consegue ter acesso, cada caso é um caso. Faça de sua cereja um desafio.

Desafie-se e mostre o quão bela é a cereja de seu bolo.

COMPARTILHE

Bruno Sousa
Bruno Sousa2 Seguidores 2 Publicações Administrador de Redes, Analista de segurança da informação
Seguir

Comentários