Portal GSTI
Portal GSTI

PublicarCadastre-seLogin
Menu
Publicação

Fuja das fórmulas milagrosas

foto de
Wellington Moreira CONTEÚDO EM DESTAQUE

Não se deixe enganar por promessas de atalho para o sucesso. Elas seduzem, mas são vazias

Já pensou em adquirir fluência no idioma inglês em apenas dez meses com um método interativo e divertido? Ou que tal perder 15 quilos nos próximos sessenta dias seguindo três receitas básicas sem ter que deixar seus pratos prediletos fora do cardápio? O tempo todo nos deparamos com anúncios do tipo, prometendo atalhos para o alcance daqueles objetivos que, naturalmente, exigirão muito de cada um de nós.

A verdade é que somos uma geração que vive com pressa. Muita gente que você conhece quer conseguir logo o que almeja ou então desiste da meta, como se o mundo fosse acabar amanhã. Ou seja, boa parte das pessoas ignoram o fato de que grandes feitos exigem renúncias, novos hábitos, consistência e disciplina no silêncio do dia a dia.

Enquanto você trabalha duro, ninguém vê. E você não é o único. Pense nos grandes atletas. O jamaicano Usain Bolt, por exemplo, treina exaustivamente por manhãs e tardes inteiras sem plateia, com a missão de extravasar toda a sua competência numa prova de 100 metros rasos em menos de 10 segundos.​ E quando Bolt sobe ao pódio quase ninguém lembra que houve um trabalho descomunal empreendido por ele antes da competição.

Claro que existem situações nas quais você vai descobrir atalhos ou maneiras mais fáceis de resolver um problema ou atingir um objetivo. E isso não é ruim. Mas, lembre-se: milagres são raros. Grandes feitos geralmente exigem uma dedicação ímpar que precisamos estar dispostos a despender.

É por isso que muitos veem nas fórmulas mágicas um caminho para simplificar a vida. Afinal, quem não quer ser poliglota sem estudar muito, ter o corpo em forma sem frequentar a academia ou alcançar sucesso empresarial sem grandes renúncias?

Quem ganha com essa busca desenfreada por soluções milagrosas são justamente os charlatões que prometem aquilo que as pessoas ingênuas adeptas do “me-engana-que-eu-gosto” querem ouvir. Pior: qualquer um de nós pode cair nesse tipo de armadilha, já que as artimanhas utilizadas por eles têm ficado cada vez mais sutis e o desejo por encontrar respostas fáceis é sedutor.

Vamos parar e pensar seriamente sobre o assunto. Se alguém realmente soubesse as dez leis que levam ao sucesso e as vendesse em série, será que ninguém fracassaria? Certamente haveria gente que não conseguiria aplicá-las e depois as descartaria. O milagre não está em reconhecer os dez passos e sim na competência de colocá-los em prática.

É claro que existem alguns princípios gerais que nos aproximam do sucesso, como por exemplo, ser dedicado naquilo que se faz, manter a automotivação e não se deixar levar por distrações, dentre uma série de outros comportamentos.

Contudo, os passos dados por um grande empresário que você admira, não necessariamente servirão para o seu negócio. A dieta da top model mais bem paga do mundo, pode não funcionar para você. Temos que ter essas pessoas como bons exemplos e extrair o que é aplicável a nós. Quanto às receitas milagrosas, cabe analisá-las muito bem antes de começar a segui-las e acabar frustrado pelo resultado não ter sido o prometido. ​ 

Pare de buscar por algo que resolva seus problemas de uma vez por todas. Não se esqueça de que tudo aquilo que conquistou até agora não foi construído de um dia para o outro. É resultado de muita dedicação e trabalho. A resolução de problemas também não ocorrerá num passe de mágica, por isso não se iluda com dicas fáceis. E lembre-se, repito, que o sucesso é construído no silêncio do dia a dia.

Comentários