Portal GSTI
Portal GSTI

PublicarCadastre-seLogin
Menu
Publicação

Tipos de Virtualização

foto de
Christian Guerreiro CONTEÚDO EM DESTAQUE

Muitas pessoas consideram que a tecnologia de virtualização consiste em utilizar ferramentas para criar máquinas virtuais, porém a verdade é que há muito mais aplicações possíveis para a tecnologia, conforme podemos observar nos exemplos a seguir.

Virtualização de Servidores


Técnica de execução de um ou mais servidores virtuais sobre um servidor físico. Permite maior densidade de utilização de recursos, enquanto permite que isolamento e segurança sejam mantidos.

Diferente da época dos mainframes, a virtualização dos servidores agora acontece em servidores x86, graças aos avanços no desenvolvimento dos processadores e outros componentes de hardware.

Virtualização de Desktops


Trata-se da configuração dos desktops dos usuários finais em uma infraestrutura centralizada virtual.

Isso significa que as aplicações do usuário passam a executar em máquinas virtuais personalizadas, armazenadas num Data Center e disponíveis a qualquer tempo, em qualquer dispositivo.

Isto permite a configuração dinâmica de estações de trabalho virtuais, oferecendo maior flexibilidade, segurança e otimização do uso de recursos da TI.

Virtualização do Armazenamento


A ideia aqui é centralizar o armazenamento de dados através de um ou mais componentes de hardware robustos, geralmente capazes de permitir que várias unidades heterogêneas de armazenamento sejam vistas como um conjunto homogêneo de recursos.

Assim, uma rede de armazenamento (SAN - Storage Area Network) é implementada, e todos os sistemas (físicos e virtuais) acessam este armazenamento compartilhado, centralizado e robusto, garantindo maior segurança e desempenho no acesso aos dados.

Virtualização de Aplicações


Trata do conceito de execução de aplicações "encapsuladas", permitindo a sua configuração e atualização de forma centralizada, melhorando seu gerenciamento e facilitando o tratamento de problemas de compatibilidade com sistemas operacionais e bibliotecas.

Um exemplo deste tipo de virtualização muito utilizado atualmente é a JVM (Java Virtual Machine), que permite a instalação e utilização de uma aplicação independente do sistema operacional instalado na máquina.

Virtualização de Redes


Proporciona a criação de redes lógicas sobre uma única infraestrutura compartilhada de rede física.

Cada rede lógica fornece ao grupo de usuários correspondente serviços plenos de rede, semelhantes aos utilizados por uma rede tradicional não virtualizada.

A experiência da perspectiva do usuário final é a de ter acesso a uma rede própria, com recursos dedicados e políticas de segurança independentes.

Continue Estudando Virtualização

Comentários