Publicação

Geolocalização em aplicativos: entenda como funciona

foto de
Diego Andrade Bini

Saber como funciona a geolocalização em aplicativos é muito importante. Isso porque a tecnologia já alterou muito a forma como vivemos e consumimos, principalmente por meio dos dispositivos móveis e da internet. O aumento de compras por aplicativos durante a pandemia, por exemplo, tem muito a ver com a geolocalização, que possibilita o contato de clientes e fornecedores que estejam na mesma região.

Presente desde serviços de entrega a aplicativos de relacionamento, esse recurso já está incorporado em nosso dia a dia, nos mais diversos dispositivos. Já nem é possível mais imaginar a vida sem o sistema de geolocalização, tamanha sua influência nas facilidades do dia a dia.

Quer saber como funciona a geolocalização em aplicativos? Acompanhei a leitura do artigo.

O que é e como funciona a geolocalização em aplicativos?

A geolocalização é um sistema de localização em tempo real, feita por meio da transmissão entre dispositivos rastreados e satélites ao redor da Terra. Esses dispositivos podem ser móveis, como tablets, câmeras, smartphones, notebooks, veículos automotores, aviões, ou fixos, como computadores desktop, modems de wi-fi e até mesmo eletrodomésticos.

Essa tecnologia é possível por alguns métodos:

● O sistema de posicionamento geográfico, conhecido pela sigla GPS, que rastreia os dispositivos pela localização de três satélites próximos, em uma triangulação.

● O AGPS, um desenvolvimento do GPS, que usa torres de telefonia celular para fazer a triangulação.

● O GSM, o rastreamento por meio de ondas de rádio, fornecida pelas operadoras de telefonia celular.

● O Wi-fi, o rastreamento por meio de redes wi-fi, possibilitando a geolocalização mesmo que o GPS não esteja funcionando.

O que é Georreferenciamento?

A tecnologia de geolocalização foi desenvolvida na década de 1970 para uso militar, permitindo o rastreamento de veículos, aeronaves, além da delimitação de territórios, relevos e condições climáticas. Quando passou a ser disponibilizado para o mercado, esse recurso possibilitou o aprimoramento da criação de mapas, a determinação de relevos urbanos, a criação de rotas, a coleta de dados sobre o clima, tempo, vegetação, rios, entre outros, no que chamamos de georreferenciamento.

Com isso, foram aprimorados recursos importantes, como o Google Maps e o Google Earth, por exemplo. Com essas novas tecnologias, foi possível rastrear o trânsito das cidades em tempo real, mapear rotas, seja pelo transporte público ou por outros veículos, como carros e bicicletas, identificar lojas físicas, eventos importantes e muito mais. Durante a pandemia, por exemplo, o serviço de geolocalização permite inclusive saber como está a lotação de determinado transporte público.


O que é Geomarketing?

Com o avanço da utilização da geolocalização no mercado, empresas e lojas passaram a incorporá-la em suas estratégias de marketing. Com a geolocalização, é possível traçar perfis de comportamento, tendências de consumo, horários de maior movimento em determinadas regiões, locais, direcionando propagandas para esses locais ou para os dispositivos que estejam nessas regiões.

Os dados coletados pela geolocalização são utilizados das mais diversas formas pelas empresas e marcas. Uma das principais formas de utilização e o disparo de anúncios em redes sociais, direcionados a frequentadores de determinadas regiões, em especial de marcas de refeições e lojas físicas próximas.

Quais as vantagens dessas tecnologias?

No dia a dia, a geolocalização trouxe importantes mudanças, com diversas facilidades e recursos. Hoje, não há como pensar o desenvolvimento de aplicativos sem essa tecnologia. Ela possibilita os serviços de pedidos e compras por aplicativos, aproximando consumidores de lojas próximas e entregadores de prestadores de serviços, sendo possível rastrear a entrega em tempo real. Também é possível utilizar serviços de transporte como Uber e até mesmo serviços de carona, como BlaBlaCar.

Outra facilidade são os aplicativos próprios para registro de localização, que permitem a avalição de estabelecimentos, onde são mostradas as qualidades e os pontos a melhorar, de hotéis, restaurantes, teatros, entre outras lojas. Essas avaliações podem ser feitas no próprio Google Maps e até em aplicativos próprios para isso, como Foursquare, Yelp, TripAdvisor, entre outros. Nesses apps, o usuário conta com uma lista de recompensas para a utilização dos serviços. Quanto mais check-ins, resenhas e fotos ele posta sobre os lugares que frequenta, mais recompensas pode receber, se destacando entre os demais usuários.

Relacionamentos

Outra facilidade possibilitada com a geolocalização são os aplicativos de relacionamento. Por meio do rastreamento, pessoas de diversas proximidades podem se conectar, fazer novas amizades e até mesmo conhecer alguém especial. Durante a pandemia, houve um aumento significativo de usuários desses aplicativos.

Privacidade

Um aspecto que gera preocupação entre alguns usuários diz respeito à privacidade sobre a geolocalização. Muitas pessoas podem se incomodar em ter seus dados de localização compartilhados e até mesmo vendidos entre empresas. É importante conhecer os aplicativos utilizados, os termos e as condições de compartilhamento de dados pessoais e tomar cuidado com as informações que fornece na internet. Evite se cadastrar em promoções suspeitas e, ao utilizar aplicativos, opte pelo fornecimento da localização apenas durante a utilização do app.

Essas são algumas características sobre como funciona a geolocalização em aplicativos. O que achou? Deixe seu comentário a seguir.


Comentários