Portal GSTI
Portal GSTI

PublicarCadastre-seLogin
Menu
foto de
Marcelo Gaspar

Comunicação: o “pulo do gato” para o sucesso do seu projeto de TI

Comunicação: o “pulo do gato” para o sucesso do seu projeto de TI


Comunicação


Para ser bem sucedido na implantação de sua estratégia de TI é fundamental um bom projeto , certo? Mas isso não é tudo. Afinal, o sucesso depende substancialmente de fatores comportamentais das pessoas para as quais o projeto se destina: aceitação, percepção dos benefícios, resistências etc. E qual é a disciplina capaz de ajudá-lo neste desafio? Comunicação . Aquela que traz em si a proposta da inclusão (não por acaso começa com “COM” e jamais um pensamento “DE PARA”), que implica em conversação (falar e ouvir, considerando a opinião do outro e se colocando no lugar dele) e que tem a capacidade de enxergar de maneira mais ampla os riscos e as oportunidades.
Segundo o professor José Rodrigues (UFF), o êxito de uma organização depende da implementação da estratégia que lhe foi traçada. E, para isso, ele cita três pilares: “metas simples, consistentes e de longo alcance”, “profundo conhecimento do ambiente competitivo” e “medição dos objetivos”. Esta metodologia serve como uma luva para a implantação de projetos de TI, cuja taxa de sucesso depende muito da capacidade de comunicação das lideranças quando do lançamento e sustentação do projeto. Se não, vejamos:
“Metas simples, consistentes e de longo alcance” :
O líder precisa entender a diferença entre informação e comunicação. O primeiro garante apenas a transmissão de dados por alguém, enquanto que o segundo traz a garantia do entendimento pelo outro, aquele que recebe, processa e responde às informações recebidas. Assim, simplificar uma meta é garantir seu pleno entendimento pelo outro (normalmente responsável pelo seu atingimento). É fundamental se colocar no lugar do outro. E este outro não vai dar conta de uma meta se não a compreende. Além disso, a consistência de meta está no seu grau de desafio oferecido ao outro. E desafio depende do nível de envolvimento que, para tanto, precisa de clareza para que ele se sinta envolvido naquele projeto. O longo alcance aponta para a frente, perspectiva. Ou seja, o passado é somente referência e as pessoas tendem a preferir um farol apontado para o futuro. Nada diferente do que é um projeto de TI, o que aumenta a responsabilidade de uma boa entrega para o seu projeto junto a seu público de interesse.
Entendimento profundo do ambiente:
Mapear seus públicos, fazer boa leitura dos cenários em volta do projeto e traçar suas estratégias de comunicação: eis o caminho para compreender o ambiente onde se insere o projeto de TI quando da implantação. O mapeamento dos públicos implica em saber priorizá-los naquele período de lançamento do projeto, escolher muito bem as ferramentas de comunicação que deve utilizar para abordá-los e, finalmente, clarear sua mensagem (posicionamento). Feito isso, seu projeto terá muita mais facilidades de compreensão pelos públicos para os quais se destina.
Medição dos objetivos:
Pesquisa, pesquisa, pesquisa. O que não é mensurado não pode ser gerenciado. Portanto, é fundamental acompanhar cada passo de comunicação junto a seu público para saber os rumos que a implantação vem tomando. Fortalecer o que está dando certo e concertar aquilo que não saiu conforme o desejado. Em outras palavras, colocar-se no lugar do seu público e pensar com a mente dele. Afinal, da aceitação e entendimento dele depende totalmente o sucesso de seu projeto.

Em breve, os principais passos para a elaboração de um plano básico de comunicação.

Veja outros artigos :

COMPARTILHE

Marcelo Gaspar
Marcelo Gaspar3 Seguidores 58 Publicações
Seguir

Comentários