Portal GSTI
Portal GSTI

PublicarCadastre-seLogin
Menu
Artigo

Google está dando um "tiro no pé" da dupla Adsense/Adwords?

foto de
Marco Mascarenhas CONTEÚDO EM DESTAQUE

O Google  é o principal motor de busca do mundo e está constantemente em processo de evolução. Seu algoritmo, periodicamente, é alterado para trazer melhores resultados para os usuários que utilizam seu sistema de pesquisa. O que tem incomodado muitos criadores de site (produtores de conteúdo) é o fato do Google está trazendo na SERP (Search Engine Results Page) o conteúdo que normalmente é oferecido por sites especializados.

Abaixo 3 exemplos:

  • Pesquisa para ver a tabela do brasileirão


  • Pesquisa para saber o que é figuras de linguagem


  • Pesquisa para saber o clima em Salvador


Por um lado, as informações estarem aparecendo na página de resultados do buscador faz com que o Google se fortaleça cada vez mais e entregue aos usuários o que eles precisam (que é o objetivo principal do sistema de pesquisa). Além disso, esse tratamento dos dados que são gerados através da inteligencia coletiva ajuda também na evolução do Google Now. Claro que isso é um ponto positivo, quanto mais a ferramenta for assertiva e trouxer os resultados esperados de forma rápida, menos espaço abre pra outros concorrentes.

O problema está no outro lado da moeda. Esse conteúdo que o Google tem utilizado na SERP é gerado pelos próprios anunciantes, que contam muitas vezes com as visitas vindas do Google (trafego orgânico) e que tem diminuído consideravelmente os acessos. Os criadores de sites normalmente utilizam como forma de monetização o Google Adsense. Então, acompanhem comigo o raciocínio:

  1. Um usuário vai até o Google e pesquisa por uma determinada palavra-chave;
  2. Encontra o resultado na própria SERP, não entra no site que traria essa informação, não vê e, consequentemente, não clica na publicidade (#Adsense) que foi colocada no site;
  3. Não gera visita pro anunciante (aquele que divulgou no #Adwords seu produto).

Claro que existem as publicidades que aparecem na própria SERP e que o Google vai continuar ganhando com isso, mas em menor quantidade pois, os resultados desses widgets ficam a cima da publicidade. Mas, e os criadores de conteúdo? E os anunciantes que vão ter seus produtos com menos visibilidade?

Na minha opinião, o que vai acontecer é que muito do conteúdo que hoje é livre devido a remuneração dos sites vir através da publicidade, passará para conteúdos exclusivos e que poderão ser acessados mediante pagamento de planos de acesso. 

Obs: Quem trabalha com #SEO não deve estar muito feliz, não é?

O que vocês acham?

Comentários