Portal GSTI
Portal GSTI

PublicarCadastre-seLogin
Menu
Publicação

Escrevendo bons títulos: Referências para redatores

 Um arquivo de referência, com vários títulos de matérias, em estilos diferenciados, pode ser determinante na hora de realizar um trabalho com maior apelo comercial.

Imagine a vida de escritor... Uma figura solitária olhando fixamente para a tela de um computador (ou para fora da janela), forçando todos os seus músculos mentais para criar uma manchete daquelas que vai atrair oito em cada 10 leitores. O tipo de manchete que é chamada no mercado publicitário de “matadora”. Tanto esforço se justifica porque essa manchete pode resultar em muito dinheiro, por conta da publicidade que pode atrair.

Bem, talvez não seja bem assim. Talvez o quadro não seja esse.

O cenário mais provável é o do escritor procurando inspiração em sua coleção de revistas, livros, folders ou qualquer outro tipo de trabalho já publicado e que tenha comprovado sua eficiência comercial.

Bem, essas coleções – de revistas, livros, peças publicitárias – é chamada de arquivo de furto. E pode ser que essa coleção, ou arquivo, seja a diferença entre uma manchete bem escrita e chamativa e outra, bem escrita mas, com um apelo comercial bem inferior.

Mas afinal, por que eu preciso de referências para escrever os títulos dos meus artigos (as chamadas, manchetes)? Muito simples, de modo geral, aquilo que conseguiu ser publicado de forma impressa passou por edição e revisão antes de ir para o prelo.

A maior parte daquele material foi produzida com a ajuda de vários especialistas e teoricamente, obtiveram sucesso em sua função de chamar a atenção do leitor.

Não digo que você tenha que copiar, mas que tente estudar o estilo e a metodologia de cada um. Analisando o trabalho alheio fica mais fácil entender o que funciona e o que não funciona.

As técnicas de jornalismo vêm sendo aperfeiçoadas e acumuladas há alguns anos. Depois que você tiver uma boa referência será mais fácil criar o seu próprio estilo.

Todos os bons redatores da área de marketing possuem seu arquivo de referência. Sempre que você der de cara com um título chamativo, anote, guarde como referência. Ele poderá ser sua inspiração no futuro. Terá, obviamente, que adaptar ao seu contexto, mas esse processo é muito mais fácil para aqueles que estão começado a redigir.

Talvez você esteja pensando que manter um arquivo desse tipo é trapaça. A verdade é que todo bom redator possui seus arquivos. É possível que depois de um tempo você nem precise mais. No entanto, não vai doer aprender com quem está obtendo sucesso na função.

É possível montar o arquivo você mesmo, mas existem muitas empresas especializadas em montar e vender esse tipo de material. Atualmente já existem até softwares que ajudam nessa função de arquivar títulos, linhas finas e textos de referências.

Será muito difícil criar um título 100% original, principalmente para quem está começando. Sem falar que você nunca conseguirá escrever um bom título se não compreender a lógica por trás de tudo isso.

E a lógica é forma como as palavras chaves são aplicadas ao texto.

Comentários