Publicação

Como usar as Redes Sociais para divulgar seu negócio de delivery


Com a quarentena causada pelo novo coronavírus, os estabelecimentos alimentícios precisaram aprender a lidar com o novo cenário econômica. Por isso, muitos tiveram de recorrer em usar as redes sociais para delivery.

Atualmente, aplicativos de entrega de comida são os principais aliados de restaurantes delivery de todos os tamanhos, gêneros e níveis econômicos. No entanto, não são apenas os negócios alimentícios que passaram a usar o delivery.

Praticamente qualquer negócio cujo produto vendido caiba na caixa de um motoboy pode ser entregue via delivery no país atualmente, já que os aplicativos se tornaram cada vez mais versáteis nesse sentido.

Quer aprender mais sobre o assunto e entender como utilizar as redes sociais para delivery? Então siga a leitura do artigo abaixo!

Entenda os diferentes usos das redes sociais para delivery

O primeiro passo para entender como as redes sociais podem ajudar o seu negócio a vender mais no delivery é compreender que nem toda plataforma é igual.

Pense, por exemplo, no Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter e Snapchat. Todas essas plataformas têm lógicas de funcionamento e público diferentes.

Se você gerenciar um restaurante, por exemplo, não terá grande utilidade para o LinkedIn, mas deverá explorar mais as ferramentas do Instagram.

Isso porque o público do LinkedIn não está focado, no momento, em comprar comida, mas em fazer conexões empresariais. Além disso, a rede social é mais usada de manhã e não no horário do almoço ou jantar.

Além disso, a comunicação visual que o Instagram e o Snapchat obrigam a ter, e que o Facebook incentiva, são muito úteis para empresas do ramo alimentício.

No entanto, o Snapchat não fornece dados tão precisos, público-geral e ferramentas de marketing tão evoluídas como o Facebook e o Instagram.

Portanto, as melhores redes sociais para delivery são, em ordem:

● Instagram;

● Facebook;

● Twitter e Snapchat;

● LinkedIn.

Foque seus esforços nas suas primeiras e use as outras com muito cuidado e estratégia.

Use a segmentação de público para direcionar suas mensagens

Uma das principais funções do Instagram e do Facebook é a possibilidade de segmentar o público-alvo das suas mensagens. Isso significa dividir os seguidores com base em características demográficas e de interesse.

Pense, por exemplo, em um restaurante que vende hambúrguer com dois tipos de combo: um deles com cerveja e o outro com refrigerante/suco. Além disso, vende hambúrguer de carne bovina, mas vegano também.

Nesse caso, o restaurante pode dividir seu público em 4 grupos:

● carne bovina e maiores de idade (cerveja);

● carne bovina e menores de idade (refrigerante e suco);

● vegano e maiores de idade (cerveja);

● vegano e menores de idade (suco).

Com base nisso, os posts e promoções podem ser direcionadas a quem tem maior chance de engajar com elas, o que diminui seus custos e aumenta a eficiência das ações.

Analise os resultados oferecidos pelas redes sociais

Uma das vantagens de focar os seus esforços de redes sociais para delivery no Instagram e no Facebook é o fato dessas duas redes sociais entregarem o melhor serviço de estatística para negócios.

As páginas que são gerenciadas nas duas plataformas entregam resultados muito detalhados, com coleta de dados em vários pontos da interação com os usuários.

Com base nisso, é possível perceber padrões de comportamento dos usuários com base em horários, interesses, características e muito mais.

Além disso, é possível também testar diversos tipos de comunicação, imagens e recursos para entender o que funciona melhor com o seu público.

Ao analisar os resultados, é possível determinar que tipo de estratégia seguir e como melhorar o seu desempenho cada vez mais.

Invista em anúncios geolocalizados para o seu delivery

Um dos problemas do uso de redes sociais para delivery é acabar atraindo um público que não é interessante para o seu negócio. Suponha, por exemplo, que você tem um restaurante em São Paulo, capital, mas um usuário do Rio de Janeiro curte a sua página.

Isso pode ser interessante, mas esse usuário não se tornará um cliente via delivery. Afinal, não tem como entregar o seu prato em outro estado.

Além disso, como o alcance orgânico das ações é definido por uma porcentagem do seu público atual, a presença daquela pessoa de outro estado dentro dos seus seguidores pode até mesmo ser prejudicial, já que ele pode estar tomando o “lugar” de um visualizador que poderia ser um cliente.

Uma maneira de evitar desperdiçar dinheiro com isso ao montar anúncios é sempre usar a geolocalização nas suas publicações. Com isso, você direciona as suas campanhas para quem mora na mesma cidade que você e, portanto, tem chances de comprar o seu produto via delivery.

Assim, você evita desperdiçar dinheiro mostrando anúncios para pessoas que nunca se tornarão clientes em primeiro lugar.

Essas são algumas das principais dicas de como usar redes sociais para delivery. Colocando-as em prática, você terá melhores resultados no seu negócio e superará o coronavírus sem dificuldades.



Comentários