Portal GSTI
Portal GSTI

PublicarCadastre-seLogin
Menu
Marco Mascarenhas
Marco Mascarenhas
pergunta

Você é contra ou a favor da regulamentação da profissão de TI?

Uma discussão que sempre rende bons comentários a favor e contra. O que você acha que é melhor para o profissional de tecnologia e pra sociedade como um todo?

Eu, particularmente, sou contra e você?

COMPARTILHE

Respostas

User Avatar
Claudio Leminski

Eu sou a favor. Acho que com a regulamentação os salários tendem a aumentar.

User Avatar
Wagner Cristiano

Sou a favor, mas a grande questão é como fazê-la. A área de TI não é como a engenharia, direito, medicina, etc, onde os profissionais atuantes possuem formação superior. Raras são as exceções em que existem técnicos (charlatões) atuando nestas áreas. Na TI, é bem diferente. Temos diversos profissionais, formados em curso superior ou não, atuando de forma  regular. Por isso é difícil saber como regulamentar a TI. Qual será o parâmetro da regulamentação?

User Avatar
Odilei Ferraz da Silva

Sou a favor, mas precisamos analisar isso com muita cautela, sou a favor que tenhamos um Órgão que nos apoie, que crie ética, cobre respeito, que seja algo sério, temos exemplos de alguns Conselhos que são muitos sérios e não deixam as empresas escravizar seus profissionais. Precisamos de um assim.

User Avatar
Cleverson Sobrinho

Sou a favor. Pois acho que uma profissão regulamentada é mais respeitada e reconhecida perante uma sociedade. Não acredito que definir teto salarial vai melhorar o salário de profissionais na área pois quem dita salário é o mercado.

User Avatar
Marcelo Viana

Sou a favor. Mas vai ser complicado para parametrizar as regras de atuação. Como poderá atuar um profissional tem formação superior ou técnica e aqueles que são autodidatas ou fizeram cursos virtuais ou por escolas que ensinam alguma linguagem. Como hipótese o profissional regulamentado terá mais segurança para trabalhar, pois será responsabilizado pelos atos. Enquanto um cliente que contratar um não regulamentado não terá direito de reclamar por problemas no produto.

User Avatar
Glauber Braga Maciel

Concordo @marcelo Viana, tem que regulamentar sim. Quem ficar de fora invista seu tempo e dinheiro em formação.

User Avatar
Giancarlo Cruz

Sou a favor, pois é frustrante ter 2 faculdades e mais de 20 cursos na área de T.I. , mas ainda assim ter que aceitar valores abaixo para concorrer com outros profissionais que apenas dedicaram o seu tempo a uns videos no Youtube! Apesar de para as empresas essa parecer uma boa solução, muitos desses não tem determinado conhecimento para a gestão e nem ao menos ética, já que se "vazarem informações" em uma empresa, apenas serão demitidos e contratados por outra empresa "na proxima esquina". Com regulamentação, se o profissional "pisar na bola", terá sua licença cassada e não poderá mais exercer, assim como acontece com advogados, enfermeiros e medicos.

User Avatar
Giancarlo Cruz

Pois é @Marco Mascarenhas, na teoria e na minha opinião esse seria o pensamento correto, mas na prática as empresas hoje estão até demitindo os profissionais de maior custo, para admitir outros que aceitem salários abaixo, pedindo apenas os conhecimentos básicos para aquele cargo. Em determinados setores eles não conseguem fazer isso, mas na área de T.I. sim. Exemplo simples: Tenho um computador para formatar, daí um sobrinho da minha vizinha consegue fazer o serviço com softwares piratas por R$25,00 e tenho um outro profissional formado que é um autorizado Microsoft que formata por R$150,00 mas com os mesmos softwares originais e me oferecendo a garantia de serviço prestado. Por mais que a maioria das pessoas saibam que esse "sobrinho da vizinha" pode sumir, roubar fotos intimas do computador e nunca mais aparecer, provavelmente esse autorizado da Microsoft abrirá falência em breve por falta de serviços.

User Avatar
Adriano Ohana

Tudo o que eu realmente penso sobre esse assunto está aqui.

Só uma curiosidade, há algum país no mundo que regulamentou a área? Até mesmo nos grandes centros de TI, isso oorreu? Se sim, deu certo? Se não, já nos perguntamos porque não deu?

Outro ponto, uma área que não é fim de um conhecimento ainda novo e inexplorado pode ser colocado sobre rédeas de um órgão que será orquestrado por pessoas de cargo político no Brasil?

Olha, a meu ver, seria apenas mais um órgão do governo pra tirar nosso dinheiro, mamar as custas da área que faria muito pouco (pra não ser tão chato e não dizer "nada", que é o que eu acredito que fariam de fato)  de útil pela crescimento tecnológico do país.

Pode contar, toda inovação vai pelo ralo onde o governo toca, o governo brasileiro então... Esse, além de não ajudar em quase nada atualmente, acabaria de vez com qualquer suspiro de empreendedorismo e inovação caso um órgão assim fosse criado.

User Avatar
Heberth Fernando

Sou a favor, nossa área anda tão prostituída com "técnicos em informatica" entre outros curiosos, mas sou a favor de uma regulamentação que funcione, não de uma empresa eu se diz defensora da categoria e o serve pra nos tirar mais dinheiro.

Consegue ajudar? A comunidade agradece