Portal GSTI
Portal GSTI

PublicarCadastre-seLogin
Menu
foto de
Bruno Horta Soares

LAB GSTI 2.0: Resoluções Glocais para 2013



Bruno Horta Soares, CISA®, CGEIT®, CRISC™, PMP®, COBIT 5

Ano novo é momento de esperança e de expectativa. É momento de olhar para o passado para compreender o presente e projetar o futuro , tanto no domínio pessoal como profissional. Por esta altura existe também o hábito de se selecionarem as principais tendências que se esperam vir a marcar o ano que começa. É sobre resoluções de ano novo que hoje vamos falar.
Tenho por hábito consultar e analisar estudos, surveys ou simples reflexões sobre as temáticas às quais me dedico profissionalmente mas regularmente deparo-me com um desafio de contexto que, em algumas situações, compromete a utilidade da informação. Refiro-me aos estudos que pretendem projetar tendências globais ou desafios universais, e que muitas das vezes acabam por se enquadrar em mercados com maturidades diferentes daqueles em que mais trabalhamos.
Tal deve-se em grande medida ao fenómeno da globalização e à ideia de que cada vez mais mais somos habitantes desta grande aldeia global . Desde há alguns anos que a citação “Think globally, act locally" [1] se tornou presença no nosso dia a dia, primeiro num contexto de sustentabilidade ambiental mas desde há muito também extrapolada para o mundo dos negócios. Foi precisamente no mundo dos negócios que o termo Globalização [2] foi adaptado, tendo surgido o termo Glocalização para caracterizar os contextos de gestão de organizações que têm de pensar global e ao mesmo tempo operar de acordo com as características particulares de cada mercado. Os desafios globais são hoje mais do que nunca uma realidade e uma oportunidade, levando a que muitas vezes sejamos tentados a acreditar que o é “Think globally, act globally".

Tendo este princípio como enquadramento, vamos então descobrir quais são, segundo as publicações de referência, os principais desafios do CIO para 2013.

F ORBES - The Top 10 Strategic CIO Issues For 2013
  1. Simplifique o sistema de informação e abandone o orçamento 80/20 , 80% business as usual e 20% inovação;
  2. Lidere a “revolução social” criando uma Social-Enabled Enterprise ;
  3. Altere a visão interna da informação para uma visão da informação centrada nos clientes e nas oportunidades ;
  4. Junte o Back Office com o Front Office e crie o Customer Office ;
  5. Garanta que a sua arquitectura de TI é de facto “à prova de futuro” ;
  6. Passe de uma “Estratégia de Cloud ” para uma “Estratégia de negócios potenciada pela Cloud ”;
  7. Transforme os conceitos de Big Data em Big Insights , Big Vision e Big Opportunities ;
  8. Promova o “casamento forçado” entre os sistemas " back-end" e os sistemas " real time ;
  9. Acelere o ritmo da organização, transformando o título de CIO em CAO (Chief Acceleration Officer) ;
  10. Foque-se no valor: mais inovação e menos integração .
CIO - The Top 10 Priorities for CIOs in 2013
  1. "You better start swimming or you'll sink like a stone, for the times they are a-changin'." Bob Dylan – Continue a ser um agente da mudança;
  2. "The illiterate of the 21st century will not be those who cannot read and write, but those who cannot learn, unlearn and relearn." Alvin Toffler– Nunca deixe de aprender;
  3. "Never mistake activity for achievement." John Wooden – Trabalhe duro mas entregue resultados;
  4. "Resistance to change is often just a lack of clarity." Dan Heath – Garanta que a sua equipa conhece e está comprometida com a missão;
  5. "It's technology married with liberal arts, married with the humanities, that yields us the result that makes our heart sing." Steve Jobs – Contribua não apenas para a eficácia tecnológica mas também para o design das soluções;
  6. "The whole is greater than the sum of its parts." Aristotle – Garanta uma plena integração de novas oportunidades da cloud ou do mobile no sistema de informação;
  7. "Simplicity is the ultimate sophistication." Leonardo da Vinci's – Acabe com a complexidade começando por questionar a continuidade dos sistemas legacy;
  8. "Accumulating data about you isn't just a strange hobby for these corporations. It's their whole business model. And you are not their client. You are their product." Senator Al Franken's - Esteja atento às Big oportunidades da Bid Data;
  9. "All software is going to look like Facebook." Mark Benioff's CEO da Salesforce – Avalie os impactos da consumerização e do software “auto-explicativo” na função do CIO;
  10. "The medium is the message." Marshall McLuhan's – Explore as oportunidades dos novos canais para passar a mensagem.
Se fizermos o exercício de projetar as tendências globais à realidade local, em particular dos mercados Português, Angolano e Brasileiro, é natural que tenham de existir alguns ajustes, nomeadamente na adaptação às maturidades nestes domínios e realidades económicas destes mercados. Generalizando, e correndo os riscos que esse exercício representa, eu diria que perante estas tendências o CIO Português dirá “Gostava, mas não tenho dinheiro para essas modas!” , o Brasileiro “Este é o momento certo, vamos avançar” e o Angolano “Pode parecer que estamos longe, mas vamos lá chegar depressa!” .

Nem as tendências globais estarão 100% certas (por isso serem tendências), nem visões exclusivamente locais são as mais adequadas. O que importa reter é mesmo o facto de que qualquer que seja a visão sobre a tendência geral existe sempre a necessidade de contextualização local para uma eficiente Glocalização!

Desejo a todos um excelente 2013!
Cumprimentos desde Portugal… estamos juntos!



[1] http://en.wikipedia.org/wiki/Think_globally,_act_locally

COMPARTILHE

Bruno Horta Soares
Bruno Horta Soares3 Seguidores 72 Publicações
Seguir

Comentários