Portal GSTI
Portal GSTI

PublicarCadastre-seLogin
Menu
foto de
Juliana Rangel

Toshiba investe na produção de novo chip de 64 Gbit

Toshiba irá começar produção em massa de novo tipo de chip de memória NAND flash de 64 Gbit (8 GB)

Sabemos que o crescimento tecnológico avança com agilidade, sendo esta rapidez vinculada ás necessidades diárias do cotidiano. Como base nisso, as empresas do ramo tentam acompanhar esse crescimento e - de fato - tornarem-se as detentoras das melhores tecnologias.

O foco é satisfazer as expectativas dos seus clientes e, sendo assim, podemos dizer que a concorrência é severa, já que, quando essas expectativas são supridas, os resultados normalmente são atribuídos a marca que criou a nova solução .

Na Toshiba, não é diferente, a  empresa que foi a top por vários anos, graças a seus aparelhos eletrônicos , está jogando pesado afim de almejar esta fama no ninho de tecnologia .

A Toshiba informou na ultima terça-feira, dia 21/05, que a empresa está investido em um chip que é o menor e mais rápido da sua categoria . Nas palavras da redação do computer World sobre o tema "os chips tem uma área de 94 mm2 e velocidade de escrita de 25 MB por segundo . Produzidos em um processo de 19 nanômetros, eles são os menores e mais rápidos componentes a utilizar a tecnologia “2-bit-per-cell” , diz a Toshiba, que armazena o dobro de informações por célula de memória em comparação à memória flash tradicional."

A Toshiba afirma que está focando inicialmente para em aparelhos smatphones e tablets, mas em planejamento futuro, irá focar na produção de chips de memórias para notebooks e afins. Veja outras notícias recentes no Portal GSTI:

O site ComputerWorld acrescenta ainda que," Toshiba e Samsung competem em um mercado de NAND flash que está se expandido por causa da demanda de fabricantes de tablets e smartphones . A Toshiba detinha 31% do mercado de NAND flash no ano passado, se considerarmos a arrecadação, atrás da Samsung com 37%, de acordo com dados da IHS iSupply, uma empresa de pesquisa de mercado. Atrás delas, em terceiro lugar, vinha a Micron, com 14%."

COMPARTILHE

Juliana Rangel
Juliana Rangel2 Seguidores 20 Publicações
Seguir

Comentários