Portal GSTI
Portal GSTI

PublicarCadastre-seLogin
Menu
foto de
Bruno Horta Soares

4 perguntas relacionadas com a criação de valor a partir das Tecnologias de Informação

LAB GSTI 2.0: 4 perguntas relacionadas com a criação de valor a partir das Tecnologias de Informação
Bruno Horta Soares, CISA®, CGEIT®, CRISC™, PMP®, COBIT 5 | bruno.soares@govaas.com


A Comunicação é um dos fatores críticos de sucesso em qualquer Empresa e não há boa Comunicação sem se fazerem as perguntas certas e sem se procurarem as melhores respostas. Está a tirar o melhor partido das Tecnologias de Informação para criar valor na sua Empresa? Aqui ficam 4 perguntas fundamentais relacionadas com este tema.

Por todo o lado se ouve que as Tecnologias de Informação são o novo fator crítico de sucesso para a criação de valor nas Empresas. As empresas investem cada vez mais em Tecnologias procurando acompanhar o ritmo da evolução tecnológica e das novas tendências, e muitos são os casos em que o tal valor teima em não aparecer. Porque será?

Uma das principais falácias lógicas está relacionada com o facto de muitas empresas não terem entendido que apesar de os custos estarem relacionados com Tecnologias, na verdade não é das Tecnologias que vem valor, mas sim da forma como essas Tecnologias potenciam a boa Governança e Gestão da Informação. O livro “The Information Paradox”[1] abordou este tema, deixando claro que as Empresas não investem em Tecnologias de Informação mas sim em Melhoria e Mudança suportadas por Tecnologias da Informação . Este princípio é determinante na forma como as Empresas pensam Tecnologias da Informação, potenciando uma nova abordagem que deixa cair os conceitos de “Projetos de TI” ou “Custos de TI”, trazendo para o dicionário das Empresas os conceitos de “Projetos de Negócio suportados em TI” ou “Custos do Negócio suportados em TI”.

Estes temas começaram a ser abordados no contexto ISACA há alguns anos aquando do lançamento da framework VALIT, uma famework orientada para a gestão do valor das Tecnologias da Informação. Com o COBIT desde sempre focado na gestão e controlo das tecnologias de informação, estas duas frameworks foram em grande medida a base para a construção da nova framework COBIT 5, onde os temas da Governança e Gestão das Tecnologias da Informação passaram a estar integrados numa única framework .

Ter numa mesma framework estes dois mundos permitirá às Empresas avaliarem a forma como estão criar valor a partir das Tecnologias de Informação, podendo desde colocar-se 4 perguntas fundamentais [2]:

1. [Governança] – A pergunta da Estratégia : Será que estamos fazendo as coisas corretas?
o Os investimentos em TIs estão em linha com a visão da Empresa?
o Os investimentos em TIs estão consistentes com os princípios do negócio?
o Os investimentos em TIs contribuem para os objetivos estratégicos?
o Os investimentos em TIs estão a ser realizados otimizando os recursos disponíveis e tendo em consideração um nível de risco aceitável?

2. [Gestão] – A pergunta da Arquitetura : Será que as estamos fazendo da forma correta
o Os investimentos em TIs estão alinhados com a arquitetura da Empresa?
o Os investimentos em TIs estão consistentes com os princípios de Arquitetura?
o Os investimentos em TIs estão alinhados com outras iniciativas?

3. [Gestão] – A pergunta da Entrega : Será que as estamos fazendo bem?
o Existem processos efetivos para gestão, entrega e gestão da mudança?
o Estão disponíveis recursos técnicos e de negócio?

4. [Governança] – A pergunta do Valor : Será que as estamos retirando os benefícios?
o Existe uma compreensão clara e partilhada dos benefícios esperados?
o Existe uma definição clara das responsabilidades para a realização dos benefícios?
o Estão definidas métricas relevantes?
o Está definido um processo de realização de benefícios eficaz?

Conclusão
Quando se fala em chaves para o sucesso é importante entender que uma coisa são as chaves e outra o sucesso! É por isto que as Tecnologias de Informação não devem ser encaradas como o fim mas antes o meio para chegar a algo maior: a criação de valor para os stakeholders .

Com os contextos empresariais a ganharam uma cada vez maior complexidade, garantir uma boa governança e gestão das Tecnologias de Informação é sem dúvida um fator determinante. Para tal, é muito importante que as Empresas possam refletir permanentemente se estão a tirar o melhor partido das Tecnologias e se estão a utilizar as melhores ferramentas para lidar com a complexidade da Informação.

O COBIT 5 pode ser uma ferramenta importante para apoiar as Empresas a responderem às 4 preguntas fundamentais sobre a criação de valor e quem sabe se nas respostas não estarão novas formas de melhorar a sua Empresa e garantir uma efetiva gestão da mudança!

Cumprimentos desde Portugal… estamos juntos!




[1] Thorp, J.; Fujitsu; The Information Paradox, McGraw Hill, 1998, with a revised edition published in 2003
[2]Com base nos "quatro Ares", como descrito por John Thorp em The Information Paradox

COMPARTILHE

Bruno Horta Soares
Bruno Horta Soares3 Seguidores 72 Publicações
Seguir

Comentários