Portal GSTI
Portal GSTI

PublicarCadastre-seLogin
Menu
foto de
Walter Rocha Palma

Que presente dar a meu pai?

Que presente dar a meu pai?


Muitos leitores deste portal devem estar se perguntando o porquê deste artigo em um portal voltado para Gestão de Tecnologia da Informação, mas logo vão entender.

Hoje se comemora o dia dos pais e todos os filhos estão comprando, ou já compraram um presente para ofertar aos seus pais. Muitos já devem ter feito este tipo de pergunta em momentos de dúvidas sobre qual presente escolher para seu pai. Eu também já me fiz esta pergunta enquanto meu pai era vivo e, quase sempre, procurava algo que achasse que iria gostar, procurando interpretar aquilo que ele me passava em termos de preferências. Se um livro, procurava algum que tivesse relação com os princípios e valores que ele me passava; se um disco, procurava algum com canções que tivessem relação com os sentimentos que eu percebia; se uma roupa, procurava uma que tivesse relação com a maneira como o via se vestir; assim eu raciocinava.

Existem muitos presentes interessantes e que certamente agradam aos pais e cada filho, assim como foi o meu caso, pode perceber seus gostos e suas preferências. Agora que sou pai, por vezes sinto minha esposa sondando-me discretamente para pegar alguma dica sobre presentes para indicar aos meus filhos em data comemorativa, afinal são muitos anos como filhos e eles já passaram por todos os gêneros de presentes que me agradaram muito e procuram algum que esteja em sintonia com o momento atual de minha vida.

Sentindo-me sondado eu parei para refletir: que presente realmente todo pai gostaria de receber de um filho? Depois de alguns minutos com muitos pensamentos entrelaçados em meu cérebro não cheguei a uma conclusão que coubesse em algo concreto, pois o que todo pai realmente deseja é ver seu filho preparado para a vida de forma plena e esta visão não há onde comprar, não se pode pegar, não se pode entregar, tendo em vista a sua natureza. Esta visão só pode ser sentida ou percebida, o que me levou a raciocinar como um filho pode passar esta sensação para um pai, tendo em vista que este preparo não acontece de repente, visto que é fruto de uma construção. Dessa forma a visão não aparecerá na cabeça do pai de repente e sim será formada ou “pintada” na medida em que ele perceba ou “sinta” a evolução do seu filho. Então pensei em presentes em série que todo filho, sem exceção, pode dar a seu pai a cada ano, uma competência. Um pai que recebe de seu filho a cada ano um cartão onde seu filho escreve uma nova competência que ele possui, certamente vai contribuir muito para formar a visão de que seu filho está preparado para a vida.

As competências a serem ofertadas ao pai precisam ser de todos os tipos e não somente aquelas relacionadas às profissionais. Afinal para que um pai tenha uma visão completa de que seu filho está realmente preparado para a vida ele precisa perceber suas competências em todas as áreas que fazem parte da nossa existência. É mais fácil começar com as profissionais, mas seria muito gratificante que eles percebessem logo as outras  em paralelo, onde eles poderão perceber que princípios seus filhos adquiriram com seus ensinamentos, ou melhor, com seus exemplos.

O cartão com a oferta das competências pode ser bem simples, mas o recomendado é que tenha apenas uma competência por vez para que nunca falte uma nova competência a ser ofertada e para que cada um tenha um tempo para pensar qual a competência seu pai gostaria de receber da próxima vez. Para quem tiver mais pressa em presentear as competências, pode oferecer uma em cada data comemorativa do ano, contanto que seja uma por vez, aquela que você considere a mais importante naquele momento.  Se faltar competências ao longo dos anos, desenvolva novas e se tiver dificuldades em percebê-las pergunte aos que estão em sua volta sobre uma competência sua, sejam seus familiares, seus amigos, seus colegas de profissão, seus chefes ou os membros de equipes sob sua gestão. Você poderá se surpreender com competências que os outros percebem e que você nem sabia que tinha. Mas lembre-se sempre que você vai ofertar a competência como um presente ao seu pai!

Ao longo dos anos, acumulando estes cartões com as competências ofertadas por seus filhos, certamente cada pai poderá desfrutar de uma sensação de felicidade que nenhum presente concreto poderia passar. A sensação construída pela visão clara em sua mente, com todas as cores harmonizadas pelas competências ofertadas, que demonstraram  a capacidade de constante evolução de cada um deles, a de que seu filho está plenamente preparado para a vida, em todas as suas dimensões.

O melhor disso é que quanto mais completa, colorida e harmonizada for a visão construída pelo pai, a partir dos presentes que tenha recebido de seu filho, mais grandioso será presente que a vida proporcionará ao filho que ofertou belas competências aos seus pais.

Então, será que este artigo que não falou de nenhuma técnica, prática, metodologia ou algo semelhante é apropriado a este portal?

Walter Palma
Gestor e Professor em TI

Outros artigos sobre carreia e competências pessoais

COMPARTILHE

Walter Rocha Palma
Walter Rocha Palma13 Seguidores 3 Publicações CIO
Seguir

Comentários