Portal GSTI
Portal GSTI

PublicarCadastre-seLogin
Menu
foto de
Fernando Palma

Falhas comuns em um Plano Estratégico de TI - PETI (parte 02)

Algumas falhas comuns que cometemos ao elaborar um Plano Estratégico de TI e o que fazer para evitá-las (parte 02)

Observação: este artigo é uma continuação de Falhas comuns em um Plano Estratégico de TI - PETI (parte 01) .

4) Falha no monitoramento e reporte dos indicadores

Este tópico retrata uma "pedra no caminho" não só na condução do processo de Planejamento Estratégico de TI , mas em muitas ações e projetos, dentro de um departamento, empresa e até em nossa vida pessoal.
Refiro-me às iniciativas para quais são investidos alguns esforços, mas são descontinuadas por falta de monitoramento e controle , sejam elas (as inciativas) projetos, definição de novos processos ou qualquer outra que envolva mudança e disciplina.

Dentro do PETI do nosso departamento, definimos os objetivos e indicadores , mas ignoramos, muitas vezes, a delimitação da frequência em que o indicador será medido, o método de coleta de dados, fórmulas, quem será responsável por reportar, a quem deve ser reportado, como serão corrigidas as falhas, entre outras definições importantes.

Como evitar esta falha

Invista em ações para alcançar as metas: defina uma matriz de responsabilidades para as ações, alinhadas com objetivos e metas. E, principalmente, defina quem será responsável por acompanhar e relatar cada indicador e meta. O departamento de TI deve garantir que relatórios serão produzidos frequentemente para reportar o status dos indicadores estratégicos de TI.

5) Falta de relacionamento entre as perspectivas do mapa estratégico

Um mapa estratégico deve ser desenhado cobrindo diferentes perspectivas que agrupam os objetivos. Segundo Kaplan e Norton , que desenvolveram um modelo de apoio gestão estratégica conhecida como Balanced Socorecards (BSC) , estas perspectivas são: financeira, clientes, processos internos e aprendizado e crescimento ( veja aqui um pouco sobre o BSC ).

Um fundamento básico na elaboração do mapa é que os objetivos entre diferentes perspectivas devem estar relacionados para demonstrar como um objetivo da perspectiva inferior contribui para o alcance do objetivo da perspectiva acima. Em outras palavras, se na perspectiva de aprendizado existe um objetivo de " capacitar os profissionais de TI em boas práticas de ITIL " provavelmente ele está associado a um objetivo da perspectiva superior  de processos internos (exemplo: " adotar as boas práticas de mercado para melhoria na prestação de serviços de TI "). Por sua vez, este objetivo está associado a um da perspectiva de clientes que está associado a um objetivo da área de negócio. Se isso tudo parece confuso para você, recomendo que consulte o mapa estratégico desta apresentação como exemplo.

A finalidade em relacionar os objetivos entre perspectivas é simples: garantir que toda organização esteja trabalhando para alcançar uma estratégia em comum.

Apesar desta premissa básica em um plano estratégico , muitas vezes esquecemos de relacionar os objetivos entre si, descrevendo diversos em perspectivas inferiores que não colaboram para objetivos acima.

Como evitar esta falha

Devemos garantir que o mapa estratégico seja elaborado de cima par abaixo: desdobrando objetivos das perspectivas superiores em objetivos da camada abaixo.

6) Falta de envolvimento das pessoas-chave

Muitas vezes, a elaboração de um PETI é designada a um gestor, diretor ou consultor. É preciso envolvermos, além da figura do executor desta atividade, outras pessoas-chave, como: representante da alta administração, papeis importantes da área de negócio e representantes dos departamentos de TI.

A elaboração de PETI deve contar com a colaboração de toda a equipe, na garantia da participação e entendimento de todos. Desta maneira, maior será a chance de encontrar os objetivos adequados em cada perspectiva e provocar o comprometimento de todas as partes envolvidas.

Como evitar esta falha

Divulgue o projeto de elaboração do PETI , tome ações para que as partes interessadas sejam envolvidas o quanto antes. Evite que todo o plano seja elaborado sob a interpretação de uma única pessoa.

Consulte materiais sobre Planejamento Estratégico de TI disponíveis:

COMPARTILHE

Fernando Palma
Fernando Palma206 Seguidores 574 Publicações Consultor de TI, CEO
Seguir
Sou fundador e CEO do Portal GSTI, Consultor, professor e instrutor em Governança de TI e Gestão TI. Graduado em SI, mestrando em administração, Certificado ITIL Expert, ITIL Manager, COBIT, OCEB, ISO 20k, e ISO 27k.

Comentários