Portal GSTI
Portal GSTI

PublicarCadastre-seLogin
Menu
Publicação

COBIT 5 |Princípio 02: Cobrir a organização de ponta a ponta

foto de
Fernando Palma CONTEÚDO EM DESTAQUE

Estrutura do Artigo

  1. Sobre o COBIT
  2. Princípios do COBIT 5
  3. Princípio 02: Cobrir a organização de ponta a ponta
  4. Abordagem a governança

1. Sobre o COBIT

A sigla significa Controle de Objetivos para Informação e Tecnologia Relacionada, do inglês: Control Objectives for Information and related Technology (COBIT). É base de conhecimento mais reconhecida e utilizada no mercado para apoiar organizações na Governança de Tecnologia da Informação (TI).

Para saber mais, acesse: o que é COBIT.

2. Princípios do COBIT 5

O COBIT 5 está baseado em 5 princípios que criam uma espécie de direcionamento para o sistema de governança e gestão da informação e tecnologia relacionada utilizado dentro de uma organização.

Os 5 princípios são

  1. Princípio 01 - Atender as necessidades das partes interessadas
  2. Princípio 02 - Cobrir a organização de ponta a ponta 
  3. Princípio 03 - Aplicar um framework (modelo) único e integrado
  4. Princípio 04 - Permitir uma abordagem holística.
  5. Princípio 05 - Distinguir a governança da gestão 
Neste artigo, eu abordo o segundo dos cinco princípios: atender as necessidades das (partes interessadas).

3. Princípio 02: Cobrir a organização de ponta a ponta

Ao contrário das versões anteriores do COBIT, a verão 5 adota o framework como um instrumento de governança e gestão utilizado para a organização de ponta a ponta, com foco na informação e tecnologia relacionada. Em outras palavras, este princípio sugere que o framework não tem a informação e tecnologia relacionada como um escopo e sim como uma perspectiva. 

Nas palavras da própria ISACA, estes são os dois parágrafos (reproduzidos da página 25 do Framwork) que explicam a amplitude do escopo do COBIT 5: 

  • Integra a governança corporativa de TI à governança corporativa da organização. Ou seja, o sistema de governança corporativa de TI proposto pelo COBIT 5 integra-se perfeitamente em qualquer sistema de governança. O COBIT 5 alinha-se com as últimas visões sobre governança.
  • Cobre todas as funções e processos necessários para regular e controlar as informações da organização e tecnologias correlatas onde quer que essas informações possam ser processadas. Considerando este amplo escopo organizacional, o COBIT 5 trata de todos os serviços de TI internos e externos pertinentes, bem como dos processos de negócios internos e externos. 

Interpretando as palavras da ISACA, podemos concluir que a organização não precisa utilizar uma metodologia interna de governança corporativa separada da governança de TI. Isto por que as boas práticas desta evoluíram a ponto de cobrir aquela. A estrutura do COBIT 5 pode ser utilizada para governar a corporação como um todo, permitindo que a alta administração mantenha o foco no que é de fato mais relevante para o mundo empresarial contemporâneo: a informação e tecnologia relacionada. 

4. Abordagem a governança

A imagem a seguir - retirada do Framework COBIT 5 - modela a abordagem holística à governança de ponta a ponta que em qual COBIT 5 está baseado.


Figura ‐ 8: Governança e Gestão de TI no COBIT 5

Além do objetivo de governança, os outros principais elementos da abordagem à governança incluem:

  • habilitadores;
  • escopo;
  • funções, atividades e relacionamentos.

4.1. Habilitadores da Governança 

São todos os elementos necessários para o sistema de governança divididos por categorias como: modelos, princípios, processos, práticas, e recursos rais como: infraestrutura de TI, aplicativos, etc. 

4.2. Escopo da Governança 

Assim como ocorre para o uso de boas práticas, normas e metodologias de mercado, o COBIT 5 pdoe ser aplicado para um determinado escopo da organização. A governança pode ser aplicada a toda a organização, uma entidade, um ativo tangível ou intangível, etc. 

4.3. Papéis, Atividades e Relacionamentos 

Provavelmente, o elemento mais intuitivo dentre os três: define quem deve estar envolvido com o que e como se darão os relacionamentos. A figura 9 do COBIT 5 é reproduzida a seguir para ilustrar como as responsabilidades devem estar definidas e inter-relacionadas. 

Figura ‐ 9: Principais Funções, Atividades e Relacionamentos

Vídeo sobre o Princípio 02 do COBIT 5

Para complementar seus estudos, indico a seguir um vídeo no qual eu trato sopro o Princípio 01 do COBIT 5: Atender as necessidades das partes interessadas. O video faz parte deste curso gratuito que disponibilizo aqui no Portal GSTI.

Curso Gratuito de COBIT 5 | Aula 02: Princípio 02 e Cascata de Objetivos

Continue estudando COBIT

Comentários