Portal GSTI
Portal GSTI

PublicarCadastre-seLogin
Menu
Artigo

O processo de governança de TI com COBIT e ITIL

foto de
Fernando Palma CONTEÚDO EM DESTAQUE

COBIT e ITIL: a parceria ideal para estruturação da Governança de TI!

Conheça também neste artigo: a diferença entre Governança e Gestão

Ciclo de Vida do Serviço de TI da ITIL, Axelos

Para esta fase, entretanto - 3.2) Direcionar os objetivos de TI - a biblioteca ITIL tem certas limitações ao compará-la com o COBIT. Enquanto este disponibiliza ferramentas para a tradução de objetivos corporativos para objetivos de TI, a ITIL está mais preocupada em descrever como estas atividades são realizadas, executadas e monitoradas.

Conclusão: para realizar a etapa do processo de governança denominado de "2) Direcionar os objetivos de TI", tanto #COBIT quanto #ITIL oferecem boas práticas. O COBIT ainda é considerado mais relevante para esta fase, mas ambos já podem ser (e é interessante que sejam) utilizados um em complemento ao outro.

3.3) Definir as ações necessárias

Trata-se de estabelecer quais atividades devem ser conduzidas em busca dos objetivos, assim como a estrutura e responsabilidades envolvidas com as atividades.

A partir daqui, COBIT e a ITIL podem ser utilizados em conjunto, com papéis complementares.:
  • O COBIT direciona as ações necessárias para alcançar os objetivos definidos no passo anterior e, de bônus, ainda disponibiliza as entradas, saídas e uma matriz RACI genérica para cada processo que está sendo abordado.
  • A ITIL , por sua vez, colabora fornecendo uma referência de como aplicar estas atividades, como desenhá-las em um processo, definir seus papéis detalhadamente, além de técnicas e orientações em geral de como executar o processo. Apesar do COBIT também disponibilizar publicações complementares que orientam o "como aplicar", a ITILé a referência mais conhecida e adotada para este fim.

Conclusão: para realizar esta etapa do ciclo de Governança de TI, a ITIL é a prática mais reconhecida pelo mercado. É nesta fase que predomina a relevância da biblioteca diante do Framework de governança. O COBIT, contudo, não precisa ser desprezado: pode continuar ajudando com a disponibilização de ferramentas, modelos que não são tão fáceis de encontrar nos livros da ITIL.

3.4) Mensurar a performance atingida e aplicar ações corretivas

Esta é a etapa do macro processo de governança que orienta a uma contínua mensuração dos processos para identificar se os objetivos estão sendo atingidos e gerando valor para a área de negócio e garantir que ações serão tomadas para corrigir resultados indesejados.

O COBIT e a ITIL podem ser usados em parceria novamente, já que ambos referenciam indicadores que podem ser usados para medir o sucesso dos processos de gestão e governança. O COBIT, entretanto, poderá ser mais completo por oferecer tais métricas para processos de Governança que não são oferecidos pela ITIL.

Conclusão: ITIL e COBIT são igualmente relevantes para realizar esta parte do ciclo de governança, exceto pelo fato do Framework de governança oferecer indicadores para processos que não fazem parte da biblioteca de gestão de serviços.

4) Conclusão

Para governar TI, o #COBIT ajudará a definir a estrutura necessária para 1- priorizar e controlar os processos de gestão e governança, assim como 2- oferecer um guia para aplicação dos processos específicos de governança. A #ITIL fornecerá uma base de conhecimento para modelar e executar os processos quando se trata do escopo de gestão de TI.

Comentários