Portal GSTI
Portal GSTI

PublicarCadastre-seLogin
Menu
foto de
Fernando Palma

Biblioteca de Mídia Definitiva (BMD) na Prática

O que é Biblioteca de Mídia Definitiva (BMD)  e Checklist de Implementação com base na ITIL

Esquema ilustrando a visão física e lógica a Biblioteca de Mídia Definitiva
Visões Física e Lógica da Biblioteca de Mídia Definitiva

Bem vindo a mais um artigo sobre conceitos básicos de Gestão de Serviços de TI com base na Biblioteca #ITIL!

O objetivo deste artigo é simplificar - ou mesmo desmistificar - o conceito de Biblioteca de Mídia Definitiva. Para isso disponibilizo a seguir não só o conceito de BMD, mas também alguns detalhes, características, um Checklist de Implementação e alguns relacionamentos.

O Artigo está dividido em 03 tópicos:
  • Definição 
  • Implementação de uma Biblioteca de Mídia Definitiva (BMD) 
  • Considerações Finais

Definição

Uma Biblioteca de Mídia Definitiva (BMD) é um local (ou vários locais) em que as versões definitivas e autorizadas de todos os Itens de Configuração de Software são armazenadas de maneira segura. Pode conter itens de configuração associados, como licenças e documentação (daí o surgimento da nomenclatura "Mídia" em substituição a "Software" que era usada até a ITIL v2: Biblioteca de Software Definitivo).

É uma Biblioteca segura, onde podemos encontrar todas as cópias máster das versões de Softwares. A BMD é uma área única de armazenamento lógico, mesmo que existam diversas localidades e é controlada pelo Gerenciamento de Configuração e Ativo de Serviço.

A BMD É deve ser registrada no Sistema de Gestão da Configuração (SGC) e utilizada na Gestão de Ativos de Software (que, para a ITIL, é um sub processo da Gestão de Ativos e Configuração, do livro Transição de Serviços de TI).

Na Prática, a empresa pode ter ambientes físicos onde guardam as copias de Softwares Desktop e outros locais de armazenamento de arquivos para sistemas WEB, separados em ambientes de Desenvolvimento, Teste e Operação. O que importa é que exista um controle de todas versões formais autorizadas dos softwares garantindo uma BMD única.

Implementação de uma Biblioteca de Mídia Definitiva (BMD)

Durante o planejamento do processo de Gestão Ativos e Configuração dos Serviços (GACS), a configuração exata da BMD deve ser definida. Vamos conhecer a seguir um Checklist com requisitos que devem ser contemplados neste planejamento para que a BMD seja devidamente implementada.

A Definição da Biblioteca de Mídia Definitiva inclui:
  • Local físico de médio porte para guardar versões máster de Aplicativos Desktop (parte física da BMD)
  • Ferramentas de Gerenciamento de Configuração de Software para controle da Configuração arquivos e dos Sistemas Web (parte lógica da BMD)
  • Convenção de nomenclaturas para áreas de armazenamento de arquivo e mídias físicas
  • Ambientes suportados, exemplos: ambientes de Teste e de Produção.
  • Medidas de segurança para submissão de Mudanças e Implantações de Softwares e suas documentações, além de procedimentos de backup e recuperação
  • Escopo da BMD, exemplo: código fonte, documentos de requisitos, etc.
  • Período de arquivamento ou retenção
  • Planos de Capacidade para a Biblioteca de Mídia Definitiva e procedimentos para o monitoramento de seu crescimento
  • Procedimentos de auditoria
  • Procedimentos para garantir que a Biblioteca de Mídia Definitiva está protegida de mudanças não autorizadas ou que burlam as regras
  • Procedimentos para assegurar backups da Biblioteca de Mídia Definitiva de acordo com os requisitos previstos pelo Plano de Continuidade de Serviços

Considerações Finais

Antes de encerrar este Artigo, gostaria de chamar atenção para dois aspectos que cito a seguir.

1) Ativos eletrônicos que estão na BMD são armazenados no Sistema De Gestão de Conhecimento dos Serviços (SGCS). Ora, afinal estes são Itens de Configuração (IC) compostos por informação e o SGCS é o lugar onde encontramos essa categoria de IC!
// Dica : caso este primeiro aspecto não esteja claro para você, recomendo este artigo: CMS x SKMS .
2) Cada item no DML é um Item de Configuração (IC). A seguir, uma imagem que com certeza o ajudará a entender algumas relações entre conceitos de BMD, IC, BDGC e SGC.

Relacionamentos entre IC´s, BDGC´s, SGC e BMD
Imagem Traduzida - Cabinet Office UK, ITIL Service Transition, Figura 4.10

COMPARTILHE

Fernando Palma
Fernando Palma196 Seguidores 573 Publicações Consultor de TI, CEO
Seguir
Sou fundador e CEO do Portal GSTI, Consultor, professor e instrutor em Governança de TI e Gestão TI. Graduado em SI, mestrando em administração, Certificado ITIL Expert, ITIL Manager, COBIT, OCEB, ISO 20k, e ISO 27k.

Comentários